Projeto AR (Afforestation / Reforestation)

Corredores de Vida

Restauração de 75.000 hectares de Corredores Ecológicos no Oeste Paulista para gerar créditos de carbono e conectar os fragmentos florestais remanescentes da Mata Atlântica.

logo-ar-corredores-de-vida

Projeto AR (Afforestation / Reforestation)

Corredores de Vida

O “Projeto AR Corredores de Vida” é uma parceria entre a Biofílica Ambipar Environment e o IPÊ (Instituto de Pesquisas Ecológicas) que visa formar corredores ecológicos a partir da restauração da vegetação natural da Mata Atlântica, promovendo a conectividade entre os fragmentos florestais remanescentes em 75.000 hectares de áreas degradadas na região do Pontal do Paranapanema, no Oeste Paulista. Com um potencial de sequestrar 1,7 milhões de toneladas de CO2e em 10 anos, o projeto irá gerar créditos de carbono através da certificação Verified Carbon Standard (VCS).

Além de promover benefícios para o clima e biodiversidade, o projeto irá promover diversos benefícios às comunidades locais através da promoção de atividades de educação ambiental, elaboração de cursos, geração de emprego e renda e incentivos à implantação de viveiros de mudas florestais, que serão compradas em grandes quantidades para a realização dos plantios do projeto. Em alinhamento com a certificação VCS, esse escopo será certificado pelo padrão Climate, Community & Biodiversity (CCB).

Os créditos de carbono gerados através da remoção de CO2e da atmosfera pelo plantio de árvores nativas serão comercializados no mercado voluntário para compensar as emissões de nossos clientes.

Proponentes:

• Biofílica Ambipar Environment
• IPÊ (Instituto de Pesquisas Ecológicas)

Localização:

Pontal do Paranapanema
São Paulo, Brasil

Data de início:

2021

QUANTIDADE ÁRVORES PLANTADAS ATÉ O MOMENTO:

Esse ano, já foram plantadas 419.000 árvores, que representam 12% da meta anual de plantio.

12%
Flora protegida pelo projeto

Plantio

0
espécies de
árvores nativas
Fauna protegida pelo projeto

Fauna Monitorada

0
espécies de fauna
monitoradas diariamente
redução de emissões de CO2

Sequestro de Carbono (Potencial)

0
toneladas de CO2e potencialmente
sequestradas em 10 anos

Impacto Social
(Potencial)

0
pessoas potencialmente
beneficiadas

SELO OURO PARA BIODIVERSIDADE (CCBS)

MAPA DOS SONHOS

Localização: Região do Paranapanema no Oeste Paulista.

Área total: 17.504,53 km²
(30 municípios)

Objetivo: O projeto visa formar corredores ecológicos a partir da restauração da vegetação natural da Mata Atlântica brasileira e promover a conectividade entre os fragmentos florestais remanescentes.

Meta: 30 mil hectares em 10 anos – chegando a 75 mil ha em 2064.

 

mapa-dos-sonhos-corredores-de-vida-v2

Certificados

O Projeto AR – Corredores de Vida é validado e verificado pelos principais padrões internacionais de certificação de projetos florestais:

Co-Benefícios

O Projeto AR – Corredores de Vida contribui para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas

Atualmente, outras áreas restauradas pelo IPÊ geram renda de até 2 salários mínimos por mês para 24 famílias.

 

A ambição de escala apresentada neste projeto poderia dobrar a renda dessas famílias e mais 20 famílias poderiam ser contratadas para construir viveiros e produzir mudas.

O IPÊ oferece oficinas de educação técnica e ambiental para mais de 1.000 comunidades por ano. Oficinas de extensão rural são realizadas em práticas agrícolas voltadas para a produção de sementes, produção de café agroflorestal, bem como educação ambiental voltada para a restauração florestal e a importância dos corredores florestais para a manutenção de espécies da fauna.

As atividades de restauração florestal têm alto custo de mão-de-obra, de tal forma que o financiamento do projeto gera diretamente empregos das associações de agricultura familiar da região de Paranapanema.

Anualmente, 1.200 empregos podem ser gerados e mantidos, e 12 mil nos 10 anos do projeto.

O projeto visa remover 23.123.708 tCO2eq de emissões por meio de sequestro de carbono feito pelo crescimento das árvores.

O potencial de restauração de 60.000 hectares durante o tempo de vida do projeto (35 anos) gera, em média, 385,395 tCO2e ao ano.Além disso, não há intenção de produção de madeira, garantindo a permanência do carbono florestal e do equilíbrio ecológico.

Mais de 100 espécies de árvores nativas serão utilizadas para restauração, com 18 milhões de árvores plantadas por ano quando atingirmos grandes escalas de plantio. Do ponto de vista do habitat da fauna, estudos primários indicam a presença de 100 espécies de mamíferos (2 nativos), 439 aves (7 nativas) e 30 anfíbios. Pesquisas recentes mapearam a presença de 30 onças, 30 pumas marrons, 300 jaguatiricas, 1.000 antas e 1.000 mico-leões pretos.

FALE COM NOSSO TIME COMERCIAL

PREENCHA OS DADOS ABAIXO

Somos uma empresa brasileira focada na conservação de florestas nativas a partir da comercialização de serviços ambientais.