Equipe

Plínio Ribeiro Diretor Executivo

Administrador de empresas pelo INSPER, com mestrado em administração pública e meio ambiente pela Universidade de Columbia e o Earth Institute (EUA). Além de ser diretor executivo da Biofílica, é também co-fundador do  Instituto Escolhas , membro do comitê de sustentabilidade da Sociedade Rural Brasileira e conselheiro da Auditsat, empresa investida da Biofílica. No passado, atuou em projetos de conservação no baixo Rio Negro pelo Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPÊ) e foi um dos produtores do documentário "Retorno à Amazônia", de Jean Michel Cousteau.

Cláudio Pádua Diretor Científico

É administrador de empresas e biólogo. Possui mestrado em estudos latino-americanos e doutorado em ecologia pela Universidade da Flórida em Gainesville (EUA). É professor-aposentado da Universidade de Brasília. Atualmente, exerce a função de reitor da Escola Superior de Conservação e Sustentabilidade e de vice-presidente do Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPÊ). É conselheiro do Fundo Brasileiro para Biodiversidade (FUNBIO) e do WWF Brasil.

Paula Conde Gerente Administrativo-financeiro

Paula Conde é administradora formada pela São Luís - Puc e pós-graduada em Gestão Financeira e Contábil pela FAAP. Paula tem extensa experiência profissional, a maior parte em um dos maiores grupos de comunicação e educação da América Latina – a Editora Abril, onde trabalhou na área Financeira em Controle e Reporte de Informações Financeiras, Tesouraria, Conciliação Contábil-Financeira, Contas a Pagar e Receber e Royalties.

Camila Al Zaher Coordenadora de Projetos

Mestre em Geografia pela Faculdade de Ciências e Tecnologias da Universidade Estadual Paulista (UNESP) na linha de pesquisa: Dinâmicas da Natureza, com ênfase em pedologia e SIG. Formada em Geografia pela UNESP/Ourinhos, desenvolveu pesquisas sobre questões agrícolas e fundiárias. Na Biofílica atua na Coordenação da equipe de Compensação de Reserva Legal.

Caio Gallego Coordenador de Projeto

Engenheiro Florestal formado pela ESALQ-USP. Especialista na área de geoprocessamento e sensoriamento remoto voltado para a área de conservação ambiental, mapeamento e análise de mudanças no uso do solo. Possui conhecimento voltado para o Manejo Florestal Sustentável, modelagem ambiental e a utilização de alternativas em SIG para o setor florestal e o agronegócio. Possui conhecimento avançado na utilização de softwares de geoprocessamento e análise de mudança no uso e cobertura do solo como ArcGIS, QuantumGIS e DinâmicaEGO.

Karen Narimatsu Analista de Projetos

Bacharela em Ciência e Tecnologia, Ciências Biológicas e Engenharia Ambiental e Urbana pela Universidade Federal do ABC (UFABC). Estagiou em diversas instituições onde obteve experiências em estudos de sementes arbóreas nativas, confecção e manutenção de diasporoteca com intuito educativo, legislação ambiental, geoprocessamento e sensoriamento remoto. Na Biofílica, atua como Analista de Projetos com ênfase em Compensação de Reserva Legal.

Laion Pazian Analista comercial

Bacharel em Ciências Econômicas pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ-USP) atuante na área comercial de crédito de carbono florestais (REDD+), e na análise e inteligência de mercados de carbono. Durante a graduação fez pesquisa e formação em Ecologia, liderou a diretoria jurídico-financeira da ESALQ Júnior Florestal, e realizou pesquisas em comércio internacional de açúcar junto ao Centro de Estudos Avançadas em Economia Aplicada (CEPEA).

Joana Silva Analista comercial

Engenheira Ambiental formada pela UNESP - Universidade Estadual Paulista. Durante a graduação realizou pesquisas direcionadas para a adequação ambiental de propriedades rurais, como o Cadastro Ambiental Rural (CAR), recuperação de áreas degradadas e Pagamento por Serviços Ambientais. Na Biofílica, atua como analista comercial de Compensação de Reserva Legal.

Fernanda dos Santos Rotta Consultora Jurídica

É advogada formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e pós-graduada pelo MBA em Gestão da Sustentabilidade pela FGV-EAESP e em Direito Administrativo pela PUC/COGEAE. Estudou nas Universidades de Siena (Itália) e de Vermont (EUA), nas áreas de direito internacional ambiental, conservação e sustentabilidade. Na Biofílica, tem forte atuação em projetos e casos voltados à implementação do Novo Código Florestal, mecanismos de REDD+ e políticas de clima. Com atuação em escritórios de advocacia de alto renome (Mattos Filho Advogados e Nascimento e Mourão Advogados) nas áreas de direito ambiental e imobiliário e, como estagiária no Instituto Socioambiental, na área de direito socioambiental. Participou, ainda, de projetos de compilação e análise legislativa junto ao Centro de Estudos em Sustentabilidade da FGV (GVCES), sobre o tema Adaptação às Mudanças Climáticas, e ao International Finance Corporation - IFC, sobre o tema biodiversidade e repartição de benefícios (ABS), dentre outros.

Conselho de Administração

Cláudio Pádua

É administrador de empresas e biólogo. Possui mestrado em estudos latino-americanos e doutorado em ecologia pela Universidade da Flórida em Gainesville (EUA). É professor-aposentado da Universidade de Brasília. Atualmente, exerce a função de reitor da Escola Superior de Conservação e Sustentabilidade e de vice-presidente do Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPÊ). Pesquisador associado sênior do Centro de Estudos Ambientais e de Conservação da Columbia University (EUA) e diretor internacional de conservação do Wildlife Trust Alliance. Conselheiro do Fundo Brasileiro para Biodiversidade (FUNBIO) e do WWF Brasil. É representante do Brasil no Grupo de Assessoria Internacional (IAG) do programa-piloto do G7. Em 2003, junto com sua esposa Suzana Pádua, foi considerado pela revista Time "Herói do Planeta" por sua atuação na conservação da biodiversidade. Entre os anos de 1997 e 2007, ganhou seis prêmios conservacionistas: três nacionais e três internacionais. Publicou dois livros e mais de 30 trabalhos em revistas científicas de divulgação nacional e internacional.

Guilherme Leal

Guilherme Leal é um empreendedor comercial e social brasileiro, membro do Conselho de Administração e um dos fundadores da Natura Cosméticos.

Leal é formado em Administração de Empresas pela Universidade de São Paulo e é ex-aluno do Programa de Gestão Avançada pela Fundação Dom Cabral/INSEAD. Nos últimos 25 anos, ele também participou da criação e promoção de vários negócios e organizações sociais, tais como a Fundação Abrinq (Fundação Abrinq pelos Direitos da Criança), Instituto Ethos - Empresas e Responsabilidade Social e do Instituto Akatu (Instituto Akatu pelo Consumo Consciente). Também esteve envolvido com instituições como a Ashoka Empreendedores Sociais, e é membro dos Conselhos do Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio) e WWF Brasil.

Desde 2008, Guilherme Leal tem se dedicado a estruturação de seu legado por meio do Instituto Arapyaú, uma organização dedicada à educação e ao desenvolvimento sustentável.

Em 2010, nas eleições gerais no Brasil, Leal foi candidato a vice-presidente junto a Marina Silva (PV/Partido Verde). Eles alcançaram quase 20MM votos, o que representa aproximadamente 20% do eleitorado brasileiro.

Desde 2012 ele tem sido parte da Equipe B, um grupo de líderes empresariais internacionais empenhados em transformar as diferentes esferas dos negócios e integrar o foco financeiro junto às perspectivas ambientais, sociais e financeiras.

Haakon Lorentzen

Economista pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, com pós-graduação pela Harvard Business School. É presidente do Grupo Lorentzen, fundador da Aracruz Celulose (participação vendida em 2008) e atual acionista controlador da Aflopar, um projeto de reflorestamento no norte de Minas Gerais, e da Cia de Navegação Norsul, a maior empresa privada brasileira de transporte marítimo. É também acionista da Ideiasnet, voltada a investimentos na área da tecnologia da informação. Vice-presidente do Conselho da WWF-Brasil, voluntário de Endeavor Brasil e Membro do Conselho Global do Harvard Business School.

José Roberto Marinho

Jornalista, iniciou sua carreira como repórter no jornal O Globo, onde foi coordenador da editoria de Política. Foi em seguida para o Sistema Globo de Rádio, onde ocupou diversos cargos, até assumir a diretoria geral e lançar a primeira rede de rádio brasileira totalmente voltada para notícias. José Roberto desenvolve várias atividades junto a instituições ligadas a sustentabilidade e é atualmente vice-presidente das Organizações Globo e presidente da Fundação Roberto Marinho, que desenvolve projetos nas áreas de educação, patrimônio e ecologia.

Juscelino Martins (Chairman)

Economista pela Universidade Federal de Uberlândia, iniciou sua carreira como empresário no Grupo Martins em 1981, assumindo a direção geral em 1990. Hoje é vice-presidente da organização e presidente do Conselho de Administração do Tribanco. É conselheiro do Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPÊ) e do Instituto Ayrton Senna, entre outras instituições socioambientais. Licenciado pelo IBAMA, é criador conservacionista de animais silvestres, em especial antas e pacas. É sócio-fundador da OPA! (Organização para a Proteção Ambiental).

Paulo Bellotti

É formado em engenharia química (Poli USP), possui mestrados em modelagem matemática (Poli USP) e em gestão de inovação e políticas públicas pela Escola de Engenharia do Massachusetts Institute of Technology – MIT.

Bellotti é sócio co-fundador da MOV Investimentos Ltda. Foi sócio da Pragma Patrimônio e da Axial Gestão de Recursos, tendo exercido funções executivas no Banco Rabobank do Brasil e na DuPont América do Sul.

Pedro Luiz Barreiros Passos

Pedro Luiz Barreiros Passos é membro do Conselho de Administração da Natura e co-fundador da empresa. Desde 2013, ele preside o Conselho de Administração da Totvs.

Ele é formado pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP) em Engenharia de Produção, com especialização em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Passos dedica-se a diferentes entidades e organizações. Desde 2009 é o Presidente do Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (IEDI) e em 2013 ele tornou-se presidente da Fundação SOS Mata Atlântica (Fundação SOS Mata Atlântica). Atua no Conselho da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ), desde 2003, no Instituto Empreender Endeavor, desde 2005, e da Fundação Dom Cabral (FDC) desde 2010.

Passos também é membro da MEI (Mobilização de negócios através da inovação), criado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Plínio Ribeiro

Administrador de empresas pelo INSPER, com mestrado em administração pública e meio ambiente pela Universidade de Columbia e o Earth Institute (EUA). Além de ser diretor executivo da Biofílica é também co-fundador do Instituto Escolhas e membro do comitê de sustentabilidade da SRB. Atuou em projetos de conservação no baixo Rio Negro pelo Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPÊ) e foi um dos produtores do documentário "Retorno à Amazônia", de Jean Michel Cousteau. É autor dos blogs: brasileoclima.blogspot.com, amazonia21.blogspot.com e brasileabiodiversidade.blogspot.com.

Sérgio Barroso

Economista pela Universidade São Lucas de São Paulo e mestre em economia internacional pela Boston University (EUA), com especialização em administração de empresas pela Michigan University (EUA), Columbia University (EUA) e Fundação Getúlio Vargas (FGV-SP). Trabalhou por três anos na Bunge e por 34 anos na Cargill, atuando nos escritórios do Brasil, Suíça, países baixos, EUA, Venezuela e Coréia do Sul. Foi responsável por diversos projetos e operações na empresa, sendo em 1998 o primeiro brasileiro nomeado como presidente da Cargill e da Fundação Cargill. Aposentou-se em 2007. Também foi presidente da Associação Brasileira de Óleos Vegetais (Abiove) e da Associação Internacional de Óleos Vegetais (Iasc), conselheiro da Associação Brasileira de Alimentação (Abia) e atualmente é vice-presidente do conselho da Câmara Americana (Amcham), membro do conselho da FIESP, do conselho consultivo da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-China e do conselho da Sife.

Clientes

Apoiando nossos projetos de conservação

  • Even Construtora e Incorporadora
  • TIM Brasil
  • Sustainable Travel International
  • Renewables Choice
  • JDE Coffee
  • Amigos do Clima
  • International Flavors & Fragrances
  • Nivea

Compensando ou ofertando reserva legal

  • Sequoia Energia
  • Fazenda Maísa

Parceiros e coletivos

A Biofílica conta com prestigiados parceiros e participa de coletivos importantes na jornada pelo desenvolvimento de um sólido mercado de ativos ambientais:

  • AMATA: parceiro no Projeto REDD+ Itacoatiara (em fase pré-operacional).
  • Associação de Moradores da Resex do Rio Preto Jacundá (ASMOREX): parceiro no Projeto REDD+ Jacundá.
  • Casa da Floresta: Estudos e diagnóstico de fauna e flora.
  • CBC Negócios: Parceiro na divulgação de áreas para venda e arredamento de Reserva Legal
  • Centro de Estudos Rioterra: parceiro local no Projeto REDD+ Jacundá.
  • Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura: coletivo pelo avanço e a sinergia das agendas de proteção, conservação e uso sustentável das florestas, agricultura sustentável e mitigação e adaptação às mudanças climáticas, do qual a Biofílica é membro.
  • Funbio: desenvolvimento conjunto de modelos de gestão florestal.
  • Grupo Jari: parceiro no Projeto REDD+ Jari.
  • Grupo Triângulo: parceiro no Projeto REDD+ Manoa.
  • Hdom Consultoria Ambiental: estudos de estimativa de estoque de carbono florestal.
  • AgroÍcone: análise do mercado de compensação de reserva legal no Brasil.
  • Imaflora: desenvolvimento conjunto do Guia de Elaboração de Projetos de Carbono e Serviços Ambientais e auditor dos Projetos REDD+ Maísa e Jacundá.
  • IMAZON: estudos e levantamento de estoque e fluxo de carbono no projeto REDD+ Jari/Amapá.
  • Instituto Peabiru: diagnóstico socioeconômico e ambiental para o Projeto REDD+ Maísa.
  • IPÊ/Arvorar: ferramentas de conservação, modelo de gestão e diagnósticos socioeconômicos e ambientais para os Projetos REDD+.
  • Fazenda Maísa: Parceiro no Projeto REDD+ Maísa.
  • Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr e Quiroga Advogados: contratos, análise jurídica e articulação pelo desenvolvimento regulatório ambiental.
  • MOV Investimentos: Fundo de investimentos de impacto investidor da Biofílica.
  • SA Advogados Associados: levantamentos e análise de viabilidade fundiária.
  • Santiago & Cintra Consultoria: sócia na Auditsat, empresa de monitoramento ambiental de propriedades e garantias rurais.
  • SCS Global Services e Sysflor: auditores do Projeto REDD+ Jari/Amapá.
  • Sociedade Rural Brasileira (SRB): líder de coletivo pela sustentabilidade no agronegócio, do qual a Biofílica é membro.
  • Turim Gestora: Gestora de fundo investidor da Biofílica.

Os serviços da Biofílica também estão disponíveis em: